Saúde

Setembro Amarelo: saiba quais são as formas de prevenção ao suicídio

No mês de cuidado com a saúde mental, o psicólogo e professor do curso de Psicologia do UniMetrocamp Márcio Souza, alerta para comportamentos de risco e explica como  lidar com eles.

Popularmente conhecido como o mês da saúde mental, o Setembro Amarelo chega com uma data de extrema importância: o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. O assunto ainda é tratado como um grande tabu, mas, a cada ano que passa, mais se fala sobre medidas preventivas, tratamentos e a importância do acompanhamento com profissionais, fazendo com que a informação correta seja disseminada. Apesar do suicídio ser o resultado de diversos fatores, desde os riscos genéticos, psicológicos a traumas e perdas, ainda existem práticas que podem facilitar o suporte e o acolhimento de casos. Assim, o psicólogo e professor do curso de Psicologia do UniMetrocamp, Márcio Souza, preparou uma lista com 5 etapas que são fundamentais para conscientização e prevenção ao suicídio.

“Prevenir um suicídio é um trabalho em equipe, que exige estratégias delicadas e diversas intervenções. E esse é um debate urgente, que precisa ser levado a sério por todos. A pandemia aumentou o número de casos de ansiedade e depressão, que são agravantes e servem de  alerta. Cabe a nós, profissionais da saúde, ajudarmos a população. Juntos podemos chegar a um objetivo em comum: salvar vidas”, diz o docente.

Confira abaixo as 5 etapas que podem auxiliar na prevenção:

  1. Saiba reconhecer os sinais de alerta, como desesperança, descontrole emocional, aumento do uso de álcool e drogas, imprudência repentina, entre outros;
  2. Conheça as ferramentas de ajuda profissional, como canais de comunicação;
  3. Priorize o seu bem-estar mental;
  4. Saiba que existe ajuda e a recuperação é possível;
  5. Fale sobre o assunto com amigos, familiares e pessoas próximas.

Sobre o Centro Universitário UniMetrocamp

O Centro Universitário UniMetrocamp é referência em educação com qualidade e inovação desde 2002, oferecendo aos alunos educação de padrão internacional, por meio de um corpo docente especializado, infraestrutura de nível mundial – com 29 laboratórios para os cursos específicos, de última geração, 15 laboratórios de informática, 05 clínicas de saúde, bibliotecas com acervo atualizado e salas de aula modernas – além de programas de suporte ao aluno (Care) e programas internacionais, como curso de inglês, intercâmbio e palestras com professores estrangeiros. Com 18 anos de experiência em Campinas/SP, a instituição investe constantemente para formar cidadãos profissionais com experiência de aprendizado internacional, capazes de suprir as demandas do mercado de trabalho, bem como atingir seus objetivos educacionais e de carreira.

Imagem: Divulgação

Mais em: UniMetrocamp | Wyden e Novità Comunicação

Mais Acessadas

Início