Cinema

INSTITUTO CPFL EXIBE PREMIADO LONGA-METRAGEM “DESLEMBRO”, COM PRESENÇA DA DIRETORA FLÁVIA CASTRO

Atração dos dias 28 e 29/08 (quarta e quinta-feira) da mostra Cinema e Reflexão, do Instituto CPFL, “Deslembro” (Brasil/França/Catar, 2018, 96 min, 14 anos) acumula carreira vitoriosa no Brasil e no exterior: participou da seleção oficial dos festivais de Veneza e de Havana, além de conquistar o prêmio da crítica no Festival de Biarritz e no Panorama Coisa de Cinema (Salvador), os prêmios de público e da crítica no Festival do Rio, e de melhor filme no Festival de Cinema Brasileiro em Paris.

Na quarta-feira, a diretora da obra, Flávia Castro, vem a Campinas participar participa da Sessão Debate, conversando com o público após a projeção.

“Deslembro” é definido pela realizadora como “um filme que discute a memória nacional”. Sua protagonista é uma adolescente, cujo pai foi prisioneiro político durante os anos de ditadura militar no Brasil (1964-1985). Tendo sido decretada a Lei da Anistia (1979), a menina agora está, a contragosto, de volta a sua cidade natal, o Rio de Janeiro. A cidade vai revelar-se nada familiar.

Co-produzida por Walter Salles (diretor de “Central do Brasil”, entre outros sucessos), a produção conta no elenco com a consagrada atriz Eliane Giardini (atualmente atuando na telenovela “Órfãos da Terra”), ao lado de Jeanne Boudier e Sara Antunes.

A gaúcha Flavia Castro teve que deixar o país aos cinco anos de idade com seus pais, exilados pelo regime militar. Morou no Chile, na Argentina, na Bélgica e na França, voltando para o Brasil  com a Anistia. Estreou no longa-metragem com “Diário de uma Busca” (2010), lançado na França, premiado como melhor documentário no Festival do Rio e com participação em mais de trinta festivais internacionais. A cineasta trabalhou ainda com importantes documentaristas, como Richard Dindo (“Diário do Ché na Bolívia”, 1994), Philippe Grandrieux (“Jogo do Bicho”, 1995) e Eduardo Escorel (“Imagens do Estado Novo”, 2015).

As sessões de “Deslembro” acontecem às 19h00, com entrada franca, na Sala Umuarama do Instituto CPFL (rua Jorge de Figueiredo Corrêa 1632, Chácara Primavera, Campinas).

Imagem: Divulgação

Mais em: Instituto CPFL

Mais Acessadas

Início