Meio Ambiente

Importância dos corais e suas ameaças mundo afora

Por sua biodiversidade, a importância dos corais é fundamental para a vida marinha. Eles são como as florestas tropicais para a fauna e flora mundiais. Não há nada que se compare aos corais no mar. Cerca de 1/4 de todas as espécies de peixes dependem deles para sobreviver.

Ameaças aos corais no mundo: acidificação da água do mar

Uma das maiores é acidificação das águas marinhas em razão do aquecimento global. Os gases de Co2 são absorvidos pelas algas do fitoplâncton, a forma mais abundante de vida vegetal do planeta. Durante o processo de fotossíntese as algas ‘sequestram’ o dióxido de carbono, ao mesmo tempo em que o depositam no fundo do mar. No processo, produzem mais de 50% do oxigênio que respiramos. Mas, com o excesso  que está provocando  o aquecimento, a água dos oceanos, antes alcalina, está ficando mais ácida. E isso mata os corais. Esta é a grande charada da nossa geração. Turismo desordenado, poluição marinha, turbidez da água, pesca predatória , e até aterramento de corais (China) são outras ameaças.

Importância dos corais na costa brasileira

O Brasil tem pequena variedade de corais  de águas rasas. Na costa brasileira há registros de 16 espécies de corais-pétreos ou verdadeiros e corais-de-fogo (escleractínios recifais, ou seja, formadores de recifes), distribuídas em 10 gêneros e oito famílias. Considerando todos os tipos , metade das espécies registradas no Brasil só ocorrem em nossas águas: de 46 espécies, 21 (46%) são exclusivas do Brasil.

Eles se estendem desde a foz do Amazonas (recentemente descobertos), até Nova Viçosa, no sul da Bahia, uma faixa de mais de 3.000 quilômetros, sem falar nas ilhas oceânicas como Atol das Rocas, Fernando de Noronha, e Abrolhos.

Imagens: Divulgaçãowww.marsemfim.com.br

Mais em: MarSemFim e nas páginas 16 a 21 da Revista RMC 2ºSemestre/2017

Mais Acessadas

Início