Exposição

Exposição “HIP HOP: MOVIMENTO CULTURAL SEM BARREIRAS”

Mostra de Hip Hop traz objetos dos anos 80 que foram percursores do movimento.

Inaugurada em dezembro de 2007, a Estação Cultural é resultado da revitalização da antiga estação ferroviária de Santa Bárbara d´Oeste pela Fundação Romi. O espaço, que é referência na região pelas atividades desenvolvidas, plural e multicultural, receberá nos dias 25, sábado das 13 às 17 horas, e 26 de novembro, domingo das 08 às 12 horas, a exposição “Hip Hop: Movimento Cultural Sem Barreiras”, idealizada por Valdenilson Rosa, o Nill.

A proposta é em comemoração ao Dia do Hip Hop, que acontece dia 12 de novembro. O Hip Hop surgiu na década de 70 como um movimento cultural entre os latino-americanos, os jamaicanos e os afro-americanos da cidade de Nova York, mais precisamente, no Bronx. O disc-jockey Afrika Bambaataa, considerado o pioneiro e criador deste movimento social altamente influente, definiu os pilares da cultura hip-hop como sendo quatro: o MCing, o DJing, a Breakdancing e o Graffiti.

No Brasil, o berço é São Paulo, nos anos de 1980. Os encontros aconteciam na rua 24 de Maio e no Metrô São Bento, de onde muitos artistas ficaram reconhecidos como, por exemplo, Thaíde, DJ Hum, Racionais MC’s e Rappin Hood. Em Santa Bárbara d’Oeste Nill, ou IceBlack como é conhecido no meio Hip Hop, foi um dos pioneiros do movimento. “Temos muitas histórias para contar. Me lembro quando levava um rádio, com toca fita, em frente à Igreja Matriz e dançávamos na Praça Central. Foi assim que começamos a caminhar com o movimento aqui, que depois foi crescendo com outros eventos que realizamos”, conta Nill.

O objetivo da mostra “Hip Hop: movimento cultural sem barreiras” é aquecer, novamente, a cultura Hip Hop barbarense e regional e mostrar para a nova geração como este movimento foi no passado. “Com os objetos que foram usados para difundir e expandir esta cultura quero formar público e mostrar, um pouco, o que é a cultura Hip Hop”, afirma o idealizador.

Serviço – A exposição “Hip Hop: movimento cultural sem barreiras” acontece na Estação Cultural da Fundação Romi nos dias 25, sábado das 13 às 17 horas, e 26 de novembro, domingo das 08 às 12 horas. A entrada é franca. A Estação Cultural está localizada na Avenida Tiradentes, 02, no Centro de Santa Bárbara d´Oeste, SP. (19) 3455-4833 ou (19) 3455-4830. www.estacaocultural.org.br

Sobre a Estação Cultural

Inaugurada em 2007, a Estação Cultural ocupa a antiga estação ferroviária de Santa Bárbara d´Oeste, revitalizada pela Fundação Romi. A Estação Cultural é um lugar de encontros plurais e multiculturais, onde a comunidade pode aprimorar a sua percepção acerca da cultura local e regional, divulgar valores, trocar vivências, adquirir conhecimentos, experimentar emoções, elaborar pensamentos, tomar iniciativas e ajudar a constituir a identidade cultural da cidade e região. A Estação Cultural está localizada na Avenida Tiradentes, 02, no Centro de Santa Bárbara d´Oeste, SP. (19) 3455-4833 ou 3455-4830. www.estacaocultural.org.br

Sobre a Fundação Romi

Criada em 1957, em Santa Bárbara d’Oeste, pelo casal Américo Emílio Romi e Olímpia Gelli Romi, a Fundação Romi tem como missão promover o desenvolvimento social e humano através da educação e cultura. Pioneira na promoção da comunidade regional e na realização de ações sociais, atende mais de 30 mil pessoas por ano através de seus dois grandes eixos: Educação e Cultura. Dentre suas ações está a manutenção do Núcleo de Educação Integrada, sua escola de Ensino Fundamental II, com atendimento integral de 300 adolescentes. Além disso, promove, através de seu Centro de Documentação Histórica, o projeto de Educação Patrimonial que atende mais de 8 mil crianças, da rede municipal do Ensino Fundamental I, para reconhecimento e conhecimento da história local como elemento de cultura e cidadania, e o Processamento Técnico da memória do município para guarda, preservação e disponibilização do acervo à população para consulta e pesquisa. Não bastasse isso, por meio de oficinas livres, culturais e de formação, a Estação Cultural atende mais de 10 mil pessoas por meio de projetos de fomento à economia criativa, de elevação do status cultural e de ações socioeducativas. Tendo como apoiadora a Indústrias Romi S.A., instituições governamentais e não governamentais e demais parceiros da iniciativa privada, a Fundação Romi objetiva, continuamente, atingir um maior número de beneficiários por meio de suas áreas de atuação, seus programas e projetos. Av. Monte Castelo, 1095, Jd. Primavera – Santa Bárbara d’Oeste, SP. (19) 3499-1555. www.fundacaoromi.org.br

Mais em: Fundação ROMI

Mais Acessadas

Início