Saúde

Doenças de inverno: Saiba quais são as doenças mais comuns nessa época do ano e como tratá-las

Com a queda da temperatura, doenças virais atingem a população.

Inverno, época mais fria do ano. Nada melhor do que um lugar fechado e quentinho para aquecer o corpo. Errado! Com as baixas temperaturas, aumentam os riscos de infecções respiratórias virais, que são transmitidas pelo ar e por gotículas de saliva, como gripe, resfriados e derivações, e, ambientes fechados onde não há a circulação do ar podem facilitar a propagação do vírus.

As doenças da estação possuem sintomas desagradáveis, como febre, dor no corpo, espirros e tosse e o tratamento desses sintomas é fundamental, é importante procurar um médico para ter o diagnóstico e tratamento correto, não se automedicar. “É importante lembrar que, em muitos casos, podem ocorrer como consequência pneumonias, pioras dos quadros de enfisema pulmonar com alto risco de morte”, explica o cirurgião torácico do Hospital São Francisco de Mogi Guaçu, Guilherme Dalle Vedove Barbosa.

Como já diziam as nossas avós, é melhor prevenir do que remediar. Todo cuidado é pouco, ainda mais com as crianças, idosos, portadores de doenças crônicas e que tem a imunidade comprometida. “Nas pessoas portadoras de alergias respiratórias ou doenças pulmonares, a baixa temperatura piora muito os sintomas, uma supervisão médica frequente, tratamento precoce dos sintomas e vacinação são essenciais,” ressalta Barbosa.

Para tentar coibir a transmissão de algumas dessas doenças e amenizar os sintomas de outras é necessário tomar alguns cuidados como: evitar espaços fechados e com aglomeração de pessoas, e preferir frequentar ambientes mais arejados, onde as chances de circulação do vírus é menor, além de lavar bem as mãos e manter sempre uma alimentação equilibrada no ano inteiro, isso proporciona uma resistência maior ao indivíduo, e diminui a chances de contágio doenças já que ele está nutricionalmente bem e preparado.

No caso dos alérgicos, os agasalhos e cobertores guardados no armário por muito tempo são os grandes vilões, pois acumulam uma grande quantidade de ácaros e, se eles forem usados diretamente, logo depois que tirados do armário, sem nenhum tipo de limpeza podem dar início a uma crise alérgica. Para que isso não aconteça, é recomendado deixar os agasalhos e cobertores no sol para arejar, passar com um ferro, ou até mesmo lavá-los.

Sobre Hospital São Francisco de Mogi Guaçu

Com mais de 30 anos de história, o Hospital São Francisco teve seu início em 1986 com um grupo de médicos que partilhavam do mesmo objetivo de criar um hospital moderno, com equipamentos inovadores e aliado a um atendimento de qualidade que que preza pelo conforto e bem-estar de seus pacientes.

O projeto inicial com 35 médicos-sócios hoje conta com mais de 100, além dos 600 funcionários, 7.500 atendimentos no pronto atendimento e as 600 cirurgias realizadas mensalmente.

Imagem: Divulgação – FreePik

Mais em: Hospital São Francisco de Mogi Guaçu e VIRA Comunicação

Mais Acessadas

Início