Cinema

Circuito de Cinema no MIS-Campinas tem obras para os públicos infantil e adulto

O circuito de cinema no Museu da Imagem e do Som de Campinas deste mês traz uma programação com vários estilos e épocas. As sessões, que vão até dia 19, têm em seu catálogo filmes para todas as idades, como as animações do japonês Studio Ghibli, dubladas para a criançada, e outros com histórias mais dramáticas de Tarkovsky e Sofia Coppola para os adultos. Confira a programação:

Sábado, 9, 19h30

CACHÉ

direção de Michael Haneke

Georges (Daniel Auteuil), que apresenta um programa de TV sobre Literatura, começa a receber vídeos com imagens suas e da família. E ele não faz idéia de quem as está enviando. Gradualmente, as filmagens começam a ficar mais íntimas, sugerindo que o chantagista conhece Georges há um tempo. Enquanto as ameaças aumentam, a política se recusa a ajudar a desvendar o mistério. França, 2005. Colorido, 117 min.

Terça, 12, 14h

DA COLINA KOKURIKO

direção de Goro Miyazaki

A história é uma adaptação do mangá homônimo de Chizuru Takahashi e Tetsuro Sayama, e narra a história de uma garota chamada Komatsuzaki, que vive em uma cidade portuária na década de 60 e é obrigada a assumir as rédeas de sua vida após o desaparecimento do pai. O roteiro é focado no amadurecimento da garota, lembrando muito o roteiro de A Viagem de Chihiro. Japão, 2011. Colorido, 95 min.

Terça, 12, 19h30

O ESTRANHO QUE NÓS AMAMOS

direção de Don Siegel

Clint Eastwood e Geraldine Page estrelam este tenso drama psicológico sobre amor e traição. Durante a Guerra Civil Americana, um soldado da União ferido é abrigado pela diretora e pelas estudantes de um colégio para garotas no Sul do país. Enquanto sua saúde melhora, seu desejo aumenta. Contudo, poderia ele confiar que estas mulheres do inimigo não iriam entregá-lo? EUA, 1971. Colorido, 105 min.

Quarta, 13, 19h30

O ESTRANHO QUE NÓS AMAMOS

direção de Sofia Coppola

Remake. Um soldado da União, ferido em combate durante a Guerra de Secessão, acaba encontrando refúgio e um lugar para se curar dentro de um internato para mulheres localizado em território Confederado. Lá, o soldado se recupera, mas acaba conquistando o coração de algumas das mulheres no processo. EUA, 2017. Colorido, 93 min.

Sexta, 15, 19h30

A NAVALHA NA CARNE

direção de Braz Chediak

O cafetão Vado (Jece Valadão) entra de madrugada no quarto da prostituta Neusa Suely (Glauce Rocha) em busca de dinheiro, que descobre ter desaparecido. Para livrar-se das acusações de Vado, Neusa alega que o homossexual Veludo (Emiliano Queirós), seu vizinho, furtou o dinheiro. Os três personagens começam então a viver uma pequena tragédia ambientada no submundo carioca. Baseado na peça homônima de Plínio Marcos. Brasil, 1969. Preto e Branco, 90 min.

Sábado, 16, 19h30

STALKER

direção de Andrei Tarkovsky

Após a suposta queda de meteoritos numa região do planeta, essa região adquire propriedades estranhas e é chamada de Zona. Dentro da Zona, diz a lenda existir o Quarto, que seria um lugar onde todos os seus desejos são realizados. Temendo que a população invada a Zona à procura do Quarto, o exército a isola, mas eles próprios não têm coragem de entrar nela. Apenas alguns poucos, chamados Stalkers, têm habilidade suficiente para entrar e sobreviver lá dentro. Um dia, um escritor famoso e um físico contratam um Stalker para os guiarem ao Quarto, sem exatamente saber o que procuram. União Soviética, 1979. Colorido, 163 min.

 Cena de ‘As memórias de Marnie’

Terça, 19, 14h

AS MEMÓRIAS DE MARNIE

direção de Hiromasa Yonebayashi

Anna é uma garota muito solitária que vive com seus pais adotivos e não tem amigos. Ao se mudar para uma cidade do interior, acaba se tornando amiga de Marnie, que na verdade não é bem aquilo que aparenta ser. A amizade das duas vai bem até que Marnie desaparece misteriosamente. Algum tempo depois, uma nova família se muda para casa onde ela vivia e Anna acaba fazendo amizade com as pessoas de lá, e vai descobrir coisas muito estranhas sobre sua amiga. Japão, 2014. Colorido, 103 min.

Imagem de abertura: Divulgação – cena de “O estranho que nós amamos”

Serviço

Circuito de Cinema

Local: Museu da Imagem e do Som (MIS)

Rua: Regente Feijó, 859, Centro – Campinas (19) 3733 8800

Data: até 19 de dezembro

Entrada: GRATUITA – (40 lugares)

Mais em: Campinas

Mais Acessadas

Início