Literatura

Vencedores do Prêmio Literário Biblioteca Nacional serão conhecidos nesta segunda-feira(27)

Os nove vencedores do Prêmio Literário de 2017 da Fundação Biblioteca Nacional (FBN), vinculada ao Ministério da Cultura (MinC), serão anunciados nesta segunda-feira (27). A cerimônia de premiação vai ocorrer às 20h, na sede da Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro, com a presença do ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, e da presidente da FBN, Helena Severo.

Realizado anualmente desde 1994, o Prêmio Literário está dividido em nove categorias: conto, ensaio literário, ensaio social, literatura infantil, literatura juvenil, poesia, projeto gráfico, romance e tradução. O primeiro colocado de cada categoria recebe uma premiação de R$ 30 mil.

Veja os finalistas, por categoria:

Conto – Prêmio Clarice Lispector

. Giovana Madalosso, com a obra “A teta racional”, da Editora Grua

. Marcelo Moutinho, com a obra “Ferrugem”, da Editora Record

. Marcilio França Castro, com a obra “Histórias Naturais”, da Editora Companhia das Letras

 

Ensaio Literário – Prêmio Mario de Andrade

. Cláudia Maria de Vasconcelos, com a obra “O livro Samuel Beckett e seus duplos: espelhos, abismos e outras vertigens literárias”, da Editora Iluminuras

. Fabio Cesar Alves, com a obra “Armas de papel: Graciliano Ramos, as Memórias do Cárcere e o Partido Comunista Brasileiro”, da Editora 34

. Thiago Mio Salla, com a obra “Graciliano Ramos e a cultura política: mediação editorial e construção do sentido”, da Editora EDUSP

 

Ensaio Social – Prêmio Sérgio Buarque de Holanda

. Angela de Castro Gomes e Patrícia Hansen, com a obra “Intelectuais mediadores: práticas culturais e ação política”, da Editora Civilização Brasileira

. Leneide Duarte-Plon, com a obra “A tortura como arma de guerra”, da Editora Civilização Brasileira

. Rafael Marqueses e Ricardo Salles, com a obra “Escravidão e capitalismo histórico no século XIX: Cuba, Brasil, Estados Unidos”, da Editora Civilização Brasileira

 

Literatura Infantil – Prêmio Sylvia Orthof

. Eucanaã Ferraz, com a obra “Cada coisa”, da Editora Companhia das Letrinhas

. Eva Furnari, com a obra “Drufs”, da Ed. Melhoramentos

. Leo Cunha e André Neves, com a obra “Um dia, um rio”, da Ed. Pulo do Gato

 

Literatura Juvenil – Prêmio Glória Pondé

. Ivan Jaf, com a obra “A sobrancelha é o bigode do olho”, da Editora Melhoramentos

. João Anzanello Carrascoza, com a obra “Tempo justo”, da Editora SM

. Tiago de Melo Andrade, com a obra “Nandi, o boi da Índia”, da Editora Melhoramentos

 

Poesia – Prêmio Alphonsus de Guimaraens

. Ana Estaregui, com a obra “Coração de Boi”, da Editora 7 Letras

. Fábio Weintraub, com a obra “falso trajeto”, da Editora Patuá

. Sérgio Medeiros, com a obra “A idolatria poética ou a febre de imagens”, da Editora Iluminuras

 

Projeto Gráfico – Prêmio Aloísio Magalhães

. Elaine Ramos, com a obra “Mauro Restiffe”, da Editora Cobogó

. Gabriela Marques de Castro, Paulo André Chagas e Gustavo Marcheti (Bloco Gráfico), com a obra “O momento presente”, de Anri Sala, da Editora IMS

. Gustavo Marcheti (Bloco Gráfico), com a obra “Espírito de tudo”, de Rosangela Rennó, da Editora Cobogó

 

Romance – Prêmio Machado de Assis

. Alberto Mussa, com a obra “A hipótese humana”, da Editora Record

. J. P. Cuenca, com a obra “Descobri que estava morto”, da Tusquets Editores

. Ricardo Lísias, com a obra “A vista particular”, da Editora Alfaguara

 

Tradução – Prêmio Paulo Rónai

. Rogério Bettoni, com a obra “Jaqueta Branca ou O mundo em um navio de guerra”, de Herman Melville, da Editora Carambaia

. José Cavalcante de Souza, com a obra “Fedro”, de Platão, da Editora 34

. Cecília Rosas, com a obra “A guerra não tem rosto de mulher”, de Svetlana Aleksiévitch, da Editora Companhia das Letras

 

Foram recebidas inscrições de obras em primeira edição publicadas e impressas no Brasil de 1º de maio de 2016 a 30 de abril de 2017. Os livros são em português e precisam ter número de registro ISBN (International Standard Book Number) válido no Brasil, além de estar de acordo com a Lei do Depósito Legal.

Os finalistas foram escolhidos por comissões julgadoras específicas para cada categoria, integradas por três nomes: Beatriz Jaguaribe, Flávia Schlee Eyler e Rogério Pereira (conto), Ivan Marques, Luiz Costa Lima e Maria Lúcia Faria (ensaio literário), Antonio Paulo Rezende, Marcos Veneu e Ronaldo Vainfas (ensaio social), Carolina Sanches, Roger Mello e Rona Hanning (literatura infantil), Gabriela Gibrail, Henrique Rodrigues e Patrícia Lacerda (literatura juvenil), Manoel Ricardo de Lima, Ricardo Aleixo e Sérgio Martagão Gesteira (poesia), Evelyn Grumach, Francisco Homem de Melo e Washington Lessa (projeto gráfico), Beatriz Resende, José Luis Jobim e Márcio Souza (romance), Heloisa Jahn, Lawrence Flores Pereira e Paulo Werneck (tradução).

Mais em: MinC

Mais Acessadas

Início