( ! ) Deprecated: Methods with the same name as their class will not be constructors in a future version of PHP; mvp_ad_widget has a deprecated constructor in /home/revcampinas/public_html/wp-content/themes/flex-mag/widgets/widget-ad.php on line 12
Call Stack
#TimeMemoryFunctionLocation
10.0009382144{main}( ).../index.php:0
20.0011382504require( '/home/revcampinas/public_html/wp-blog-header.php ).../index.php:17
30.0017383480require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-load.php ).../wp-blog-header.php:13
40.0020384256require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-config.php ).../wp-load.php:50
50.0043385904require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-settings.php ).../wp-config.php:99
60.981210238824include( '/home/revcampinas/public_html/wp-content/themes/flex-mag/functions.php ).../wp-settings.php:611

( ! ) Deprecated: Methods with the same name as their class will not be constructors in a future version of PHP; mvp_catlist_widget has a deprecated constructor in /home/revcampinas/public_html/wp-content/themes/flex-mag/widgets/widget-catlist.php on line 12
Call Stack
#TimeMemoryFunctionLocation
10.0009382144{main}( ).../index.php:0
20.0011382504require( '/home/revcampinas/public_html/wp-blog-header.php ).../index.php:17
30.0017383480require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-load.php ).../wp-blog-header.php:13
40.0020384256require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-config.php ).../wp-load.php:50
50.0043385904require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-settings.php ).../wp-config.php:99
60.981210238824include( '/home/revcampinas/public_html/wp-content/themes/flex-mag/functions.php ).../wp-settings.php:611

( ! ) Deprecated: Methods with the same name as their class will not be constructors in a future version of PHP; mvp_catrow_widget has a deprecated constructor in /home/revcampinas/public_html/wp-content/themes/flex-mag/widgets/widget-catrow.php on line 12
Call Stack
#TimeMemoryFunctionLocation
10.0009382144{main}( ).../index.php:0
20.0011382504require( '/home/revcampinas/public_html/wp-blog-header.php ).../index.php:17
30.0017383480require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-load.php ).../wp-blog-header.php:13
40.0020384256require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-config.php ).../wp-load.php:50
50.0043385904require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-settings.php ).../wp-config.php:99
60.981210238824include( '/home/revcampinas/public_html/wp-content/themes/flex-mag/functions.php ).../wp-settings.php:611

( ! ) Deprecated: Methods with the same name as their class will not be constructors in a future version of PHP; mvp_gallery_widget has a deprecated constructor in /home/revcampinas/public_html/wp-content/themes/flex-mag/widgets/widget-gallery.php on line 12
Call Stack
#TimeMemoryFunctionLocation
10.0009382144{main}( ).../index.php:0
20.0011382504require( '/home/revcampinas/public_html/wp-blog-header.php ).../index.php:17
30.0017383480require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-load.php ).../wp-blog-header.php:13
40.0020384256require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-config.php ).../wp-load.php:50
50.0043385904require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-settings.php ).../wp-config.php:99
60.981210238824include( '/home/revcampinas/public_html/wp-content/themes/flex-mag/functions.php ).../wp-settings.php:611

( ! ) Deprecated: Methods with the same name as their class will not be constructors in a future version of PHP; mvp_facebook_widget has a deprecated constructor in /home/revcampinas/public_html/wp-content/themes/flex-mag/widgets/widget-facebook.php on line 12
Call Stack
#TimeMemoryFunctionLocation
10.0009382144{main}( ).../index.php:0
20.0011382504require( '/home/revcampinas/public_html/wp-blog-header.php ).../index.php:17
30.0017383480require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-load.php ).../wp-blog-header.php:13
40.0020384256require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-config.php ).../wp-load.php:50
50.0043385904require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-settings.php ).../wp-config.php:99
60.981210238824include( '/home/revcampinas/public_html/wp-content/themes/flex-mag/functions.php ).../wp-settings.php:611

( ! ) Deprecated: Methods with the same name as their class will not be constructors in a future version of PHP; mvp_pop_widget has a deprecated constructor in /home/revcampinas/public_html/wp-content/themes/flex-mag/widgets/widget-pop.php on line 12
Call Stack
#TimeMemoryFunctionLocation
10.0009382144{main}( ).../index.php:0
20.0011382504require( '/home/revcampinas/public_html/wp-blog-header.php ).../index.php:17
30.0017383480require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-load.php ).../wp-blog-header.php:13
40.0020384256require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-config.php ).../wp-load.php:50
50.0043385904require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-settings.php ).../wp-config.php:99
60.981210238824include( '/home/revcampinas/public_html/wp-content/themes/flex-mag/functions.php ).../wp-settings.php:611

( ! ) Deprecated: Methods with the same name as their class will not be constructors in a future version of PHP; mvp_tagfeat_widget has a deprecated constructor in /home/revcampinas/public_html/wp-content/themes/flex-mag/widgets/widget-tagfeat.php on line 12
Call Stack
#TimeMemoryFunctionLocation
10.0009382144{main}( ).../index.php:0
20.0011382504require( '/home/revcampinas/public_html/wp-blog-header.php ).../index.php:17
30.0017383480require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-load.php ).../wp-blog-header.php:13
40.0020384256require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-config.php ).../wp-load.php:50
50.0043385904require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-settings.php ).../wp-config.php:99
60.981210238824include( '/home/revcampinas/public_html/wp-content/themes/flex-mag/functions.php ).../wp-settings.php:611

( ! ) Deprecated: Methods with the same name as their class will not be constructors in a future version of PHP; mvp_taglist_widget has a deprecated constructor in /home/revcampinas/public_html/wp-content/themes/flex-mag/widgets/widget-taglist.php on line 12
Call Stack
#TimeMemoryFunctionLocation
10.0009382144{main}( ).../index.php:0
20.0011382504require( '/home/revcampinas/public_html/wp-blog-header.php ).../index.php:17
30.0017383480require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-load.php ).../wp-blog-header.php:13
40.0020384256require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-config.php ).../wp-load.php:50
50.0043385904require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-settings.php ).../wp-config.php:99
60.981210238824include( '/home/revcampinas/public_html/wp-content/themes/flex-mag/functions.php ).../wp-settings.php:611

( ! ) Deprecated: Methods with the same name as their class will not be constructors in a future version of PHP; mvp_tagrow_widget has a deprecated constructor in /home/revcampinas/public_html/wp-content/themes/flex-mag/widgets/widget-tagrow.php on line 12
Call Stack
#TimeMemoryFunctionLocation
10.0009382144{main}( ).../index.php:0
20.0011382504require( '/home/revcampinas/public_html/wp-blog-header.php ).../index.php:17
30.0017383480require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-load.php ).../wp-blog-header.php:13
40.0020384256require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-config.php ).../wp-load.php:50
50.0043385904require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-settings.php ).../wp-config.php:99
60.981210238824include( '/home/revcampinas/public_html/wp-content/themes/flex-mag/functions.php ).../wp-settings.php:611

( ! ) Deprecated: Methods with the same name as their class will not be constructors in a future version of PHP; mvp_tags_widget has a deprecated constructor in /home/revcampinas/public_html/wp-content/themes/flex-mag/widgets/widget-tags.php on line 12
Call Stack
#TimeMemoryFunctionLocation
10.0009382144{main}( ).../index.php:0
20.0011382504require( '/home/revcampinas/public_html/wp-blog-header.php ).../index.php:17
30.0017383480require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-load.php ).../wp-blog-header.php:13
40.0020384256require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-config.php ).../wp-load.php:50
50.0043385904require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-settings.php ).../wp-config.php:99
60.981210238824include( '/home/revcampinas/public_html/wp-content/themes/flex-mag/functions.php ).../wp-settings.php:611

( ! ) Deprecated: Unparenthesized `a ? b : c ? d : e` is deprecated. Use either `(a ? b : c) ? d : e` or `a ? b : (c ? d : e)` in /home/revcampinas/public_html/wp-content/plugins/js_composer/include/classes/editors/class-vc-frontend-editor.php on line 646
Call Stack
#TimeMemoryFunctionLocation
10.0009382144{main}( ).../index.php:0
20.0011382504require( '/home/revcampinas/public_html/wp-blog-header.php ).../index.php:17
30.0017383480require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-load.php ).../wp-blog-header.php:13
40.0020384256require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-config.php ).../wp-load.php:50
50.0043385904require_once( '/home/revcampinas/public_html/wp-settings.php ).../wp-config.php:99
61.128212707040do_action( $hook_name = 'init' ).../wp-settings.php:643
71.128212707416WP_Hook->do_action( $args = [0 => ''] ).../plugin.php:517
81.128212707416WP_Hook->apply_filters( $value = '', $args = [0 => ''] ).../class-wp-hook.php:348
91.147012994888Vc_Manager->init( '' ).../class-wp-hook.php:324
101.171812605240vc_enabled_frontend( ).../js_composer.php:265
111.171812605240vc_frontend_editor( ).../helpers_api.php:249
121.171812605240Vc_Manager->frontendEditor( ).../helpers_factory.php:78
Mais da metade dos brasileiros não têm intenção de permanecer em ambientes de trabalho que não sejam saudáveis – Revista RMC
Pesquisa

Mais da metade dos brasileiros não têm intenção de permanecer em ambientes de trabalho que não sejam saudáveis

Levantamento ainda mostra que 75% dos entrevistados conhecem o termo “burnout”.

O tema da saúde mental é um assunto que, cada vez mais, vem ocupando novos espaços e grupos. Seja no âmbito pessoal ou profissional, o que se percebe é que as pessoas vêm buscando o bem-estar e a construção de locais de convivência mais saudáveis. Se, até pouco tempo, se valorizavam as rotinas de trabalho intensas e a disputa por grandes cargos, hoje, já é possível ver um movimento de busca de uma vida mais tranquila e equilibrada.

No ambiente de trabalho, em relação à saúde mental, uma condição bastante falada atualmente é a Síndrome do Burnout ou Síndrome do Esgotamento Profissional, descrito como um distúrbio psíquico causado pela exaustão extrema e esgotamento resultantes de situações de estresse intenso no trabalho. Para entender o cenário da saúde mental dentro dos espaços de trabalho, a Onlinecurriculo, plataforma de currículos online, desenvolveu uma pesquisa, realizada com 500 brasileiros de todas as idades e regiões do país, buscando entender a relação dos trabalhadores entre o espaço de trabalho e sua saúde mental.

Inicialmente, foi perguntado para os entrevistados se eles considerariam sair de uma empresa que apresente um ambiente de trabalho que não seja saudável, mesmo que o salário fosse satisfatório. Em uma escala de zero a dez, onde zero indicaria que o trabalhador não sairia da empresa e dez representando que certamente sairia, a grande maioria dos respondentes indicou que não permaneceria na instituição. Em números, 26% escolheram o número 10; 11% o 9, e 19% o 8. Somadas, as colocações que priorizam um ambiente de trabalho saudável chegam a 56%, enquanto apenas 4% tenderiam a ficar no emprego pelo bom salário.

Também buscou-se entender quais fatores interpessoais de uma empresa são importantes para que os colaboradores a considerem como um ambiente de trabalho saudável. Para essa questão, 58% dos respondentes indicaram que uma equipe colaborativa e com bom relacionamento é essencial para um ambiente saudável; para 57% é indispensável que a empresa valorize os trabalhadores com promoções e retorno financeiro; 56% desejam uma liderança compreensiva e com boa comunicação; 53% disseram esperar uma infraestrutura que ofereça todos os acessórios e ferramentas necessárias para o desenvolvimento das demandas, e 51% revelam que a transparência da empresa com os colaboradores é essencial.

Cada vez mais os trabalhadores buscam espaços no mercado de trabalho que ofereçam, além de um bom reconhecimento financeiro, um local no qual podem colaborar de forma criativa e inovadora, para isso, o bom relacionamento com a equipe e a liderança é indispensável. Existe o movimento das empresas na busca por essas mudanças e pela criação de espaços mais saudáveis e interativos, em que o colaborador não esteja presente apenas para realizar funções mecânicas, mas também para agregar com habilidades subjetivas, que se relacionam com o que hoje são chamadas de soft skills e mad skills. É essencial que o trabalhador se sinta bem e confortável dentro da empresa para que consiga desenvolver seu trabalho da melhor forma, e, cada vez mais, os candidatos buscam este perfil de instituição no mercado. Do contrário, com a não identificação com o perfil da instituição, os profissionais estão dispostos a buscar novas oportunidades.

Falando de Burnout

De forma geral, o brasileiro está familiarizado com o termo “burnout”. Em uma pergunta que misturava conceitos relacionados ao ambiente de trabalho, 75% dos respondentes souberam o real significado do termo.

Quando se fala de saúde mental, é importante que as pessoas estejam cientes da existência e do significado de algumas expressões pois, muitas vezes, é a partir da conceituação de uma emoção, dor ou sentimento que alguém poderá identificar que precisa de ajuda. Nos últimos tempos, o tema do burnout tem se expandido em diversos meios, e é importante perceber que ele realmente está chegando no conhecimento dos trabalhadores.

Ainda dentro deste panorama, entendendo que, em muitos casos, o burnout está bastante relacionado com uma sobrecarga de trabalho, foi perguntado aos entrevistados como eles se sentem em relação a quantidade de demandas que realizam em seus empregos. 44% dos respondentes consideram que realizam uma quantidade de trabalho adequada considerando o salário que recebem e o que foi proposto pela vaga; 35% afirmam que as vezes se sentem sobrecarregados quanto às suas demandas; 10% se sentem sobrecarregados com frequência, e 11% já se viram em situação de esgotamento, em que se sentiram tão sobrecarregados que chegaram a adoecer mental ou fisicamente em função da grande demanda de trabalho.

Ao  mesmo tempo que é positivo perceber que a maior parte dos entrevistados realiza um volume de trabalho adequado, a porcentagem de 11% de respondentes que já passaram por questões de saúde em relação ao trabalho é preocupante, considerando o número de respondentes total da pesquisa. São números que devem trazer a atenção e o olhar das empresas para as demandas postas à sua equipe.

A importância dos benefícios

O bem estar no trabalho está muito relacionado com a forma como se constroem as relações no ambiente da empresa, mas também é impactado pelas maneiras como as instituições buscam valorizar e incentivar seus colaboradores. Neste sentido, um salário alinhado com o mercado e com as demandas realizadas pelo trabalhador, bem como os benefícios oferecidos, servem como reconhecimento e estímulo para a equipe.

Sobre os direitos do trabalhador e os benefícios oferecidos pela empresa, os fatores mais importantes para quem está buscando emprego ou uma nova oportunidade de trabalho estão principalmente relacionados ao valor do salário, indicado por 69% dos entrevistados; plano de saúde, escolhido por 62%; plano de carreira e possibilidade de crescimento dentro da empresa, citado por 57%; benefícios alimentícios, como vale refeição e vale alimentação, apontado por 54%, e a flexibilidade nos horários de trabalho, assinalado por 46%.

Salário e benefícios sempre serão pontos que irão atrair os profissionais para as vagas, pois são formas válidas de valorização de um bom trabalho. No entanto, o movimento que se percebe é o de que as pessoas vêm cada vez mais dando atenção e priorizando sua saúde física e mental. Cuidados com o bem estar do time são primordiais para que as empresas sigam mantendo seus talentos.

Metodologia

Entre os dias 18 e 22 de janeiro de 2024, a Onlinecurriculo ouviu 500 pessoas de diversos segmentos produtivos, faixas etárias, classes sociais e regiões do país. Mulheres e homens foram entrevistados individualmente, respondendo as perguntas através de questionário estruturado em formato online.

Imagens: Divulgação – Foto de Fardin Khan na Unsplash

Mais em: Onlinecurriculo e Conversion

Mais Acessadas

To Top