Meio Ambiente

Descarte correto do lixo! Saiba como se desfazer de eletrônicos, medicamentos e embalagens de delivery e e-commerce

Muitas vezes, tarefas simples do dia a dia, como jogar o lixo no lixo, podem gerar diversas dúvidas. Além da seleção entre orgânicos e recicláveis, com a alta digitalização surgiram questionamentos sobre o descarte correto de aparelhos eletrônicos que não funcionam mais, pilhas e baterias, e até embalagens de delivery e e-commerce, que se multiplicaram nos últimos anos, principalmente com a necessidade de isolamento social.

Segundo dados do Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil (2021), publicado pela Associação Brasileira das Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (ABRELPE), em 2020 e 2021, com a pandemia da COVID-19, a geração de lixo cresceu cerca de 4%, com uma média de 1,07 kg/hab/dia, alcançando a marca de 82,5 milhões ton/ano. Esse aumento está bem acima do crescimento anual médio de 1% verificado nos últimos cinco anos.

Separação

“O primeiro passo para descartar o lixo corretamente é fazer a separação adequada dos materiais entre resíduos orgânicos e recicláveis. Nessa etapa, também é essencial separar os itens recicláveis por tipo de material e em sacos coloridos de acordo com a coleta seletiva, sendo vermelho para plásticos, azul para papéis, amarelo para metais, verde para vidros, e o preto para o lixo orgânico”, explica o explica o diretor comercial da Embalixo – líder nacional na categoria de sacos para lixo – Rafael Costa.

Confira as dicas a seguir e descarte todos os tipos de lixo corretamente.

Orgânico Reciclável
Sobras de alimentos Baldes e bacias
Cascas de frutas e legumes Sacos de plástico
Bitucas de cigarro Utensílios de cozinha de plástico
Esponjas de limpeza e esponjas de aço Escovas de dente e de cabelo
Algodão Garrafas de produtos de limpeza e higiene (ex: shampoo)
Panos Garrafas e outros objetos de vidro
Cosméticos Potes de sorvete
Papéis higiênicos e papéis toalha usados Papelão, jornais e revistas
Fraldas e absorventes Caixas de sapato e camisa
Cristais Lâmpadas
Fotografias Cartelas de comprimidos vazias

 

1) Papéis molhados ou contaminados com resíduos orgânicos não podem ser reciclados, e devem ser descartados no saco de lixo para orgânicos.

2) O óleo de cozinha, depois de frio, pode ser coado e acondicionado em garrafas pet bem fechadas, para ser entregue às cooperativas ou pontos de coleta que aceitem a doação desse material. Quando reciclado, pode ser usado para produzir sabão e até biocombustível.

3) Materiais cortantes como latas, palitos de churrasco e vidros precisam ser embalados separadamente do lixo comum. Uma sugestão é colocar esses detritos dentro de garrafas pet e colocar as garrafas dentro do saco para lixo, evitando, assim, que os coletores possam se ferir.

4) Utilize sacos para lixo resistentes e encha apenas dois terços de sua capacidade. Em tempos de pandemia, a recomendação é ensacar os resíduos duas vezes e fechar com lacres ou nós bem fortes.

5) Fique atento às cores das lixeiras destinadas à coleta seletiva de lixo.

6) Fique atento aos horários de coleta e coloque os sacos para lixo no local com apenas de uma a duas horas de antecedência, para que não fiquem muito tempo expostos.

7) Se seu domicílio não tiver coleta seletiva, procure os pontos de coleta de recicláveis ou cooperativa mais próxima para entregar os resíduos.

Eletrônicos

8) Os aparelhos eletrônicos que não funcionam mais devem ser levados aos ecopontos e cooperativas da cidade que recebem esse tipo de material. Da mesma forma, pilhas e baterias devem ser descartadas em pontos específicos de coleta. Consulte a prefeitura de sua cidade para descobrir os locais mais próximos.

Medicamentos e materiais que possam estar contaminados

9) Medicamentos vencidos ou que sobraram de algum tratamento não devem ser descartados no lixo comum ou no esgoto doméstico.

10) Existem muitos locais que aceitam remédios e seringas descartados pela população. Consulte a prefeitura de sua cidade para identificar os postos de coleta de medicamentos.

11) Máscaras e luvas devem ser colocadas no lixo comum, de preferência embaladas em dois sacos para lixo. Nunca jogue no lixo reciclável!

12) A recomendação é utilizar os sacos para lixo antivirais – já disponíveis no mercado, ou resistentes a rupturas e impermeáveis para evitar a contaminação de garis e catadores.

13) Pessoas com COVID-19 ou suspeitas de estarem com o vírus não devem manusear o lixo para evitar contaminação.

Embalagens de delivery e e-commerce

Com o crescimento da produção de lixo durante a pandemia, as embalagens de delivery, que, na maioria das vezes, trazem comidas, e de e-commerce, que transportam diferentes tipos de produtos, quadruplicaram nas casas dos consumidores.

Seguem alguns exemplos e dicas sobre o descarte correto desses materiais.

Não reciclável Reciclável
Papel celofane Embalagens de refrigerante (pet)
Embalagens plásticas e metalizadas Embalagens de frutas e legumes
Etiquetas adesivas, fitas e papéis adesivos Embalagens de ovos
Papel vegetal Tampas plásticas
Papel encerado Copos de plástico
Papel impermeável Pratos de plástico
Papel carbono Talheres de plástico
Papel sujo Canudos
Papel revestido com parafina Latinhas de alumínio
Papel revestido de silicone Bandejas de isopor

 

14) No caso das embalagens de alimentos recicláveis, lave e deixe secar antes de descartá-las para evitar que odores e restos atraiam insetos

15) Enxague as embalagens, especialmente de alimentos gordurosos, antes de acondicionar no saco para lixo correto.

16) Latinhas de bebida ou de alimentos podem ser amassadas para caber um volume maior no saco para lixo e facilitar o manuseio.

Sobre a Embalixo

Líder nacional na categoria de sacos para lixo, a Embalixo soma 17 anos de atuação com duas plantas no Brasil – Hortolândia/SP e Manaus/AM -, contando com mais de 400 colaboradores. A empresa tem a inovação e a sustentabilidade como pilares básicos do negócio, oferecendo soluções exclusivas ao mercado, como o saco para lixo feito de planta – com tecnologia que captura a emissão de gás carbônico; o saco para lixo com alças; com abas; antibacterianos; com repelente de moscas e mosquitos; com neutralizador de odores; sacos com material reciclado; e, recentemente, lançou o 1º saco para lixo vegano do mundo.

Imagem: Divulgação

Mais em: Embalixo e Fibra Comunicação

Mais Acessadas

Início