Cultura

CAMPINAS ganha mostra dedicada ao público infantil com programação GRATUITA

Programação reúne 19 atrações e celebra os 17 anos da produtora de Campinas Arte & Efeito, com atividades GRATUITAS presenciais e também virtuais.

A produtora Arte & Efeito realiza entre os dias  24 de novembro e 8 de dezembro uma intensa programação gratuita voltada a crianças e famílias com espetáculos virtuais e presenciais em espaços públicos da cidade de Campinas (SP).

A Mostra de Artes para a Infância terá espetáculos de teatro, teatro de rua, dança-teatro, palhaçaria, shows musicais, literatura, teatro de bonecos, cultura popular, animação, música cênica e oficina com diversos artistas, a maioria da cidade de Campinas.

O público poderá conferir as atrações virtuais pelo canal da produtora Arte & Efeito no Youtube ( https://bit.ly/arteeefeito).  Já as apresentações presenciais serão realizadas no Espaço Cultural Maria Monteiro (na Vila Padre Anchieta), no Centro Cultural Casarão e na Praça do Coco (ambos em Barão Geraldo).

A programação celebra os 17 anos de atuação da produtora Arte & Efeito, dirigida por Wannyse Zivko, que convidou para essa mostra diversos artistas com os quais desenvolveu dezenas de projetos culturais ao longo de sua trajetória como produtora.

“Minha formação em psicologia e pós graduação em psicopedagogia despertaram meu encantamento pelo universo infantil e tudo que o permeia. Quando comecei as atividades de produção cultural, meu olhar se encaminhou primeiramente para a arte voltada para a infância, que considero essencial como instrumento de estímulo ao desenvolvimento.”, explica Wannyse.

Para a produtora, a Mostra de Artes para a Infância celebra também o afeto e reencontro com artistas que integram a programação: Daniel Salvi (que abre a programação com o espetáculo O Poste), Ó1É Cia de Dança, Andréia Preta, Valdo Matos, Mussa Daniel, Seres de Luz Teatro, Carol Ladeira, Juquinhas, Família Burg, Giralua Teatro, A Banda de Chinelo Amarelo, Companhia Tempo de Brincar, Último Tipo, Maurício Squarisi, CantaVento e Renata de Oliveira.  Além de artistas que já criaram obras para o universo infantil, Wannyse convidou os músicos do Quarteto de Cordas Vocais (QCV), o violeiro Zeca Collares e o violinista Ernani Teixeira a presentear crianças com interpretações para cativar os atentos ouvidos dos pequeninos.

Memórias e afetos também se fazem presentes no show virtual de “Se essa rua fosse minha”, no dia 3/12 às 17h. Esta apresentação reúne familiares de Wannyse, que formaram um grupo musical especialmente para a Mostra e batizaram-no de Juquinhas, em homenagem ao seu avô, que foi músico.

A Mostra de Artes Para a Infância foi contemplada pelo Edital ProAC Expresso LAB 47/2020 – Prêmio por Histórico de Realização em Teatro – Produção (Modalidade C).

Serviço:

Mostra de Artes para a Infância

De 24 de novembro a 8 de dezembro

Atrações GRATUITAS

 

Programação completa

 

O Poste, com Daniel Salvi (Teatro de rua). Direção: Ricardo Puccetti.

24/11 (quarta-feira) às 17h

Praça do Espaço Cultural Maria Monteiro – R. Dom Gilberto Pereira Lopes, s/n – Conj. Hab. Padre Anchieta.

Sinopse:

Um trabalhador deve trocar uma lâmpada no alto de um poste. Uma tarefa simples para um profissional, mas uma sequência de peripécias cômicas e catastróficas se realizadas por um faz-tudo antiquado. Em meio às tentativas e irritações, ele descobre que só precisa relaxar para alcançar seu objetivo. Duração: 50’.

 

Caxola, com Ó1É Cia de Dança (dança-teatro)

25/11 (quinta-feira) às 17h

Virtual – https://bit.ly/arteeefeito

Sinopse: A Ó1É Cia de Dança convida todos a uma mudança, a brincar de um jeito diferente, ainda que seja na casa da gente. Duração: 11’36”.

 

Procurando um Treco, com Andréia Preta (música autoral – capela)

26/11 (sexta-feira) às 17h

Virtual: https://youtu.be/c1Es5Lvnjdo

Sobre a artista: A cantora e compositora Andreia Preta, campineira, de família oriunda do Nordeste, é uma das vozes mais importantes da música campineira na atualidade.Lançou seu primeiro álbum em 2015, financiado pelo FICC. Foi finalista em vários Festivais em 2018, como o I Festival da Canção Sesi-EPTV, Festival Botucanto, entre outros.

 

O Gafanhoto e As Formigas, com Ernani Teixeira (música arranjo – dueto de violino com animação). Vídeo de Samara Camargo.

27/11 (sábado às 17h)

Virtual: https://youtu.be/iIPig51Cn2A

Sinopse: Dueto de violino com excertos da animação de 1934 de Walt Disney (“Silly Symphonies – The Grasshopper and the Ants”) sobre a música “The World Owes Me a Living” (Leigh Harline/Larry Morey). Ernani Teixeira é graduado em Música pela Unicamp (Composição), por onde também é pós-graduado. Atua há mais de 30 anos como professor de violino para crianças a partir de 4 anos de idade, além de lecionar em instituições de Ensino Superior.

 

ABC do QCV, com Quarteto de Cordas Vocais (música – arranjos vocais

28/11 (domingo) às 11h

Praça do Coco – R. José Martins, 738 – Barão Geraldo.

Sinopse: O show “Jovens de Outrora” é uma animada compilação de canções da MPB com temas variados que passeiam pela brasilidade, ingenuidade, jovialidade, com músicas brincantes e divertidas de várias épocas, estilos e compositores. A costura do show está nos arranjos vocais e instrumentais característicos do grupo, criando essas releituras com muita originalidade e bom humor.

 

A Árvore e a Aranha, com Valdo Matos (teatro e literatura). Dir. Luiz Peres,

28/11 (domingo) às 17h

Centro Cultural Casarão (na Tulha) – Rua Maria Ribeiro Sampaio Reginato, S/N – Residencial Terras do Barão.

Sinopse:O espetáculo conta a história da Árvore da Alegria, que dá os frutos que todos querem e abriga uma enorme bicharada. Mas uma Aranha mal-humorada resolve fazer sua teia entre os galhos da árvore para capturar abelhas e tirar o mel, acreditando que seria bela se incluísse doçura em sua dieta. Mas um encontro inusitado muda a história. Duração: 45’.

 

O menino que carregava água na peneira (poema de Manoel de Barros), com Mussa Daniel (literatura)

29/11 (segunda-feira) às 17h

Virtual –  https://bit.ly/arteeefeito

Sinopse: O poema de Manoel de Barros “O Menino que carregava água na peneira” cria um espaço de liberdade, imaginação e invenção do Universo. As peraltices sempre farão parte da vida de uma criança, onde a realidade e o faz de conta se encontram.

 

Sonho de Menino, com Zeca Collares (música instrumental de viola)

30/11 (terça-feira) às 17h

Virtual – https://bit.ly/arteeefeito

 

Contos de Areia, com Seres de Luz Teatro (teatro de bonecos)

01/12 (quarta-feira) às 17h

Virtual – https://bit.ly/arteeefeito

 

Frutos da Terra, com Carol Ladeira (música)

02/12 (quinta-feira) às 17h

Virtual

 

Se essa rua fosse minha, com Juquinhas

03/12 (sexta-feira) às 17h (música)

Virtual – https://bit.ly/arteeefeito

 

Crássicos, com Família Burg (palhaçaria)

04/12 (sábado) às 15h

Centro Cultural Casarão (na Tulha) – Rua Maria Ribeiro Sampaio Reginato, S/N – Residencial Terras do Barão.

Sinopse: O universo dos grandes clássicos, desde o Bolero de Ravel até os musicais dançantes da Broadway estão presentes neste espetáculo através da lente inventiva do riso. Em cenas curtas, a Família Burg imprime um ritmo alegre e espírito cômico autêntico aos conhecidos clássicos do cinema e do circo. Somam-se à cinco movimentos ou “entradas” alguns pequenos quadros cômicos que recheados de habilidades desastrosas, paródias esportivas e dança excêntrica compõe uma coletânea de esquetes ligeiras para todas as idades.

 

Histórias do avô do bisavô de Agripino, com Giralua Teatro (teatro /cultura popular)

04/12 às 17h

Centro Cultural Casarão (na Tulha) – Rua Maria Ribeiro Sampaio Reginato, S/N – Residencial Terras do Barão

Sinopse: Agripino e Bastiana têm muitos causos e anedotas na memória, histórias ouvidas desde o tempo do tataravô. O divertido contador de histórias tem umas contas antigas para acertar com o Curupira e o danado do saci. Dona Bastiana é muito conhecida no Sítio da Pedra Branca, por ser a parteira e pelos seus preparos dos chás de ervas curativas.

Todo o público figura como convidados do casal e naturalmente podem observar a rotina da vida no campo. Duração: 45’.

 

A Viagem de Nina, com A Banda de Chinelo Amarelo (música)

05/12 (domingo) às 15h

Centro Cultural Casarão (na Tulha) – Rua Maria Ribeiro Sampaio Reginato, S/N – Residencial Terras do Barão.

Sinopse: “A Viagem da Menina Nina” é um espetáculo teatral e musical recheado de músicas populares e brincadeiras com música improvisada, A Menina Nina embarca em um Trem Mágico que a leva a conhecer três personagens curiosissimos: Chico Cláudio da Terra, Niel das Águas e Luana Lua do Céu. Essas três figuras incríveis vão levar a Menina Nina, através da exploração desses três elementos, da realidade ao ápice de sua imaginação. Duração: 40’.

 

Cantigas de Amor para um Coração Pequeno, com Companhia Tempo de Brincar (música / cultura popular)

05/12 (domingo) às 17h

Centro Cultural Casarão (na Tulha) – Rua Maria Ribeiro Sampaio Reginato, S/N – Residencial Terras do Barão.

Sinopse: O espetáculo narra a história de dois amigos: Tonho Viola e Maria Rosa, que se conhecem desde  pequenos, e com o tempo, passam a se gostar. Assim, para contar seus segredos de amor, se  comunicam através de cartas. Uma história que fala de amizade, saudade, memória, que transita entre a infância e a  ancestralidade, que coroa a palavra como elo entre a distância do tempo e do espaço.

 

Ponta de Areia, com Último Tipo e Maurício Squarisi (Animação / música)

06/12 (segunda-feira) às 17h

Virtual – https://bit.ly/arteeefeito

Sinopse: O Clipe da canção “Ponta de Areia” de Milton Nascimento e Fernando Brant, na versão do Último Tipo, é uma viagem lúdica onde embarcamos pelo ritmo cadenciado de um trem desenhado e animado por Maurício Squarizi e seguimos convidando amigos queridos para embarcar, tocando e cantando. Nesta viagem, o que podemos apreciar são as mais diversas sensações que vão da alegria à nostalgia passando pelas janelas desse trem.

 

Cantavento 20 anos, com CantaVento (música)

07/12 (terça-feira) às 17h

Praça do Coco – R. José Martins, 738 – Barão Geraldo.

Sinopse: O grupo comemora 20 anos de trajetória com o show “CantaVento 20 anos”, com músicas autorais, músicas de compositores próximos do CantaVento e algumas de Domínio Público, além de brincadeiras e danças de diversas regiões do Brasil. Nesse show as músicas e brincadeiras se misturam com poesia, dança e jogos, criando apresentações interativas, alegres e delicadas, que convidam a família toda a se divertir e se emocionar. Duração: 50’.

 

Oficina: Essa folia que dá dança, com Renata de Oliveira (dança / cultura popular)

08/12 (quarta-feira) às 10h

Centro Cultural Casarão (na Tulha) – Rua Maria Ribeiro Sampaio Reginato, S/N – Residencial Terras do Barão.

Sinopse: Por meio da brincadeira, do lúdico, da oralidade, da corporeidade, dos jogos interativos e da própria dança – que não deixa de ser uma folia – essa oficina permite que a criança que mora em cada um de nós vivencie aspectos da nossa cultura popular. Duração: 2h.

 

Animambembe para crianças, com Último Tipo (música cênica)

08/12 (quarta-feira) às 17h

Espaço Cultural Maria Monteiro – R. Dom Gilberto Pereira Lopes, s/n – Conj. Hab. Padre Anchieta.

Sinopse: O espetáculo se baseia na interação, irreverência, informalidade e alegria. O Último Tipo busca sempre o que há de mais cênico e cria com o público uma forte cumplicidade neste espetáculo de música cênica para públicos de todas as idades.

 

Imagens: Divulgação – Foto abertura / Crássicos, com a Família Burg – espetáculo de palhaçaria será dia 04 de dezembro.

Mais em: Arte & EfeitoCeciGomes Assessoria

Mais Acessadas

To Top