Circo

Revivendo as artes circenses, projeto encena espetáculo GRATUITO e aberto ao público em SUMARÉ

Com números de malabares, acrobacias e dança, ‘A Estrada’ leva a magia do circo para o público em sessão dupla na cidade.

Uma das expressões artísticas mais antigas, tradicionais e revolucionárias, o circo promove atividades que motivam, desenvolvem a motricidade e o equilíbrio corporal, estimulam a liberação de emoções, permitem o enfrentamento de obstáculos cognitivos e/ou emocionais, e exalam alegria. Encenado pela primeira vez pelos alunos do projeto Semeando Arte Circense, A Estrada nasceu dessa premissa de levar o circo para mais pessoas, não permitindo que ele seja esquecido. O espetáculo, que é GRATUITO e aberto ao público, será apresentado em duas sessões – nos dias 11 e 12 de dezembro.

A trama se desenvolve a partir de um circo falido, um velho senhor, um motorista de caminhão e uma jovem menina. “Com a falta de público, eles viajam em busca de novas oportunidades na intenção de não deixar que o circo seja esquecido. Quando chegam à cidade mais próxima, eles instalam uma velha e pequena lona na praça, o que desperta a curiosidade dos moradores, especialmente das crianças que invadem a lona esperando assistir a um espetáculo circense”, comenta Zuza, professor do projeto.

Como sem artista não há espetáculo, as crianças percebem que elas mesmas precisarão cria-lo. E é aí que entram os números de acrobacias, malabares e dança preparados ao longo do ano durante as oficinas do Semeando Arte Circense, que aconteceram na Sociedade Humana Despertar (SHD) – uma organização dedicada à inovação social, formada por pessoas que exercitam uma visão integral do ser humano e do meio ambiente, pautados pelo potencial humano, pela ética ecológica e pelo amor à vida.

“A proposta do Semeando Arte Circense é educar utilizando a linguagem do circo através de um projeto de educação não alfabetizante, que objetiva assistir as crianças da rede pública de ensino na construção de sua subjetividade, contribuindo para sua inserção na vida social. Ao longo das oficinas, jovens e crianças tiveram contato com fundamentos teóricos e práticos e o resultado é esse espetáculo lindo e cheio de significado”, comenta o coordenador das oficinas, Marcelo Lima.

Receoso no início, o velho senhor acaba conquistado pelas crianças, que o convence de que existe ali a oportunidade que buscava. Agora com artistas e cenas bem ensaiadas, cabe ao público decidir se o circo, antes falido, segue aberto ou aposenta as lonas de vez. “Apesar de envolver o público em todos os momentos, especialmente com a motivação das crianças, o final fica aberto. São eles quem decidem o que vai acontecer com o circo, e essa incerteza aflora  ainda mais a magia que traz o circo”, encerra Zuza.

A retirada antecipada de ingressos pode ser feita na SHD. Viabilizado pelo Ministério da Cidadania através da Lei de Incentivo à Cultura Semeando Arte Circense é patrocinado pelas empresas Stoller e Adere. Em Sumaré o projeto conta com o apoio da Sociedade Humana Despertar (SHD).

Sobre a Villa7 | AH7 Produções Culturais

Sediada em Sousas, distrito de Campinas (SP), a Villa 7 | AH7 Produções Culturais cria projetos assertivos, direcionados e personalizados para empresas que desejam promover a sinergia entre sua missão, visão e valores, com as necessidades (reais) da comunidade que os recebe. Para tanto, estreita laços com instituições, ONGs e artistas, trabalhando árdua e intensivamente para levar o melhor conteúdo para plateias mais do que especiais.

SERVIÇO
Semeando Arte Circense – Espetáculo ‘A Estrada’

Datas e Horário: Quarta-feira, 11 de dezembro, e Quinta-feira, 12 de dezembro, sempre às 17h

Local: E.E. Prof.ª Alice Antenor de Souza | R. das Crianças, 95, Jd. Picerno II – Sumaré/SP

Entrada GRATUITA

Imagens: Divulgação – abertura FreePik

Mais em:  Villa7 | AH7 Produções Culturais e Entre Aspas

Mais Acessadas

Início