Música

PRIMEIROS CONCERTOS DA OSESP EM 2023 TRAZEM PROGRAMA ‘FLORESTA VILLA-LOBOS’ A PREÇO ÚNICO DE R$ 30,00

Maestro e Trombone Solista da Osesp, Wagner Polistchuk é quem irá reger as performances que antecedem início da Temporada 2023; apresentações terão também projeções e participação dos Coros da Osesp, da pianista Olga Kopylova e da soprano Erika Muniz.

Concertos a Preço Popular – 16 e 17/fev

A menos de um mês do início oficial da Temporada 2023 – Sem Fronteiras (que tem seus primeiros concertos marcados para 02, 03 e 04/mar), a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo – Osesp apresenta na Sala São Paulo dois Concertos a Preço Popular (com valor único de R$ 30,00) nos dias 16 e 17 de fevereiro, quinta e sexta-feira, às 19h30. Regida pelo maestro e Trombone Solista da Osesp, Wagner Polistchuk, nossa Orquestra estará acompanhada também do Coro da Osesp e do Coro Acadêmico para interpretar o belo programa Floresta Villa-Lobos.

Floresta retorna à nossa Sala de Concertos depois de conquistar o público nacional, em setembro de 2022, e também o internacional, em outubro de 2022 – quando a Osesp apresentou este programa no lendário Carnegie Hall (Nova York) e no The Music Center at Strathmore (North Bethesda), nos Estados Unidos.

Em um tributo à natureza brasileira e também ao nosso maior compositor, Heitor Villa-Lobos (1887-1959), o repertório traz peças deste autor modernista intercaladas por obras de outros compositores brasileiros – todas inspiradas na nossa natureza e sem intervalos entre elas, formando uma exuberante “sinfonia” de 70 minutos. Em diálogo com Villa, teremos composições de Clarice Assad, Edino Krieger (que faleceu recentemente), Almeida Prado, Marco Antônio Guimarães, Tom Jobim e Philip Glass (o único estrangeiro do grupo).

Para acompanhar a música, um filme especialmente concebido para este programa será projetado durante o concerto. Trata-se da obra visual que foi finalista no Créateurs Design Awards – CDA Awards 2023, elaborada pelo curador multidisciplinar e artista carioca Marcello Dantas. As solistas da Osesp Olga Kopylova (piano) e Erika Muniz (soprano) também são destaques destas performances.

Temporada Osesp 2023 – Sem Fronteiras tem início entre 02 a 04 de março, com concertos da Osesp sob o comando de seu Diretor Musical e Regente Titular, Thierry Fischer, e a contralto sueca Anna Larsson como solista. O programa trará a monumental Terceira Sinfonia de Mahler, um favorito absoluto – do maestro, dos músicos e do público. Saiba mais sobre a Temporada 2023 clicando aqui.

Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo – Osesp
Criada em 1954, é uma das mais importantes orquestras da América Latina; desde 1999, tem a Sala São Paulo como sede. O suíço Thierry Fischer é seu Diretor Musical e Regente Titular desde 2020, tendo sido precedido, de 2012 a 2019, pela norte-americana Marin Alsop, que agora é Regente de Honra. Em 2016, a Osesp esteve nos principais festivais da Europa e, em 2019, realizou turnê pela China. No mesmo ano, estreou projeto em parceria com o Carnegie Hall, com a Nona Sinfonia de Beethoven cantada ineditamente em português. Em 2018, a gravação das Sinfonias de Villa-Lobos, regidas por Isaac Karabtchevsky, recebeu o Prêmio da Música Brasileira. Em 2022, realizou quatro concertos nos Estados Unidos, sendo os dois últimos no lendário Carnegie Hall, em Nova York.

Coro da Osesp
Criado em 1994 e reconhecido hoje como referência em música vocal no Brasil, o grupo aborda diferentes períodos e estilos, com ênfase nos séculos XX e XXI e nas criações de compositores brasileiros. Gravou álbuns pelo Selo Osesp Digital, Biscoito Fino e Naxos. Entre 1995 e 2015, teve Naomi Munakata como Coordenadora e Regente. De 2017 a 2019, a italiana Valentina Peleggi assumiu a regência do Coro, tendo William Coelho como Maestro Preparador – posição que ele mantém desde então. Em 2020, o Coro se apresentou no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, sob regência de Marin Alsop, Regente de Honra da Osesp, repetindo o feito em 2021, em filme musical (virtual) com participação de Yo-Yo Ma e vários outros artistas de sete países. Em 2022 realizou dois concertos com a Osesp nos Estados Unidos, o último deles no lendário Carnegie Hall, em Nova York.

Coro Acadêmico da Osesp
Criado em 2013 com o objetivo de formar profissionalmente jovens cantores, o Coro Acadêmico é composto pelos alunos da Classe de Canto da Academia de Música da Osesp, sob direção de Marcos Thadeu. Oferece experiência de prática coral, conhecimento de repertório sinfônico para coro e orientação em técnica vocal, prosódia e dicção, além da vivência no cotidiano de um coro profissional, fazendo apresentações junto ao Coro da Osesp. Em 2021, a Classe foi reconhecida pela Secretaria de Educação do Estado de São Paulo como Curso Técnico em Canto, com o Diploma Técnico Profissionalizante de Nível Médio, válido em todo o território nacional.

Wagner Polistchuk
Regente Principal da Orquestra Sinfônica da USP em 2012-14, o maestro brasileiro Wagner Polistchuk foi Diretor Artístico da Camerata Antiqua de Curitiba de 2009 a 2011, Regente Adjunto da Orquestra Sinfônica de Santo André e também Diretor Artístico e Regente Titular da Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina. Tem se apresentado à frente de importantes orquestras brasileiras e também no exterior, como a Sinfônica de Mendoza na Argentina, a Sinfônica Nacional em Lima no Peru, a Hermitage Orchester na Suíça, a Orquesta Sinfónica de la UANL em Monterrey, México e Filarmônica de Kielce na Polônia. Em 1990, especializou-se como solista de trombone na Alemanha com Branimir Slokar. No Brasil, paralelamente às atividades como trombonista, iniciou estudos de regência tendo como primeiro professor o maestro Eleazar de Carvalho, bem como Dante Anzolini, Ronald Zollmann, Andreas Spörri, Roberto Tibiriçá e Kurt Masur. Destacou-se em diversos concursos como o V Concurso Latino-Americano de Regência Orquestral (1998), obtendo o segundo lugar, foi premiado no Concurso Internacional de Regência Prix Credit Suisse, em Grenchen, Suíça (2002), e vencedor no Concurso para Jovens Regentes Eleazar de Carvalho (2002). Regeu a Osesp nos concertos Cinema e Games, em julho de 2021, e Sinfonia de Cinema, em fevereiro de 2022.

Erika Muniz
Natural do Rio de Janeiro, Erika Muniz começou seus estudos de canto com a professora Sonia Dumont. Em 2002 iniciou o curso de Bacharelado em Canto na Universidade Federal do Rio de Janeiro sob orientação do Professor Inácio de Nonno. Em 2008, foi aprovada para integrar o Coro da Osesp e neste mesmo ano, iniciou seus estudos de canto com a Professora Isabel Maresca. Atualmente, Erika é mestranda no Programa de Pós-Graduação em Música – USP sob orientação do Prof. Dr. Ricardo Ballestero e vocalmente está sob orientação da soprano Elaine Caser. Já foi solista em óperas como Dido e Eneas, de Purcell (Belinda) e L’Italiana in Londra, de Cimarosa (Livia), bem como na Nona Sinfonia de Beethoven e no Requiem de Mozart, entre outros, sob a regência de renomados regentes como Carlos Alberto Figueiredo, Julio Moretzon, e Marin Alsop. Esteve acompanhada por diversas orquestras, entre elas, a Petrobrás Sinfônica, Sinfônica de Heliópolis e Osesp.

Olga Kopylova
Pianista titular da Osesp desde 1999, Olga Kopylova nasceu no Uzbequistão, na antiga União Soviética. Estudou na Escola de Música Uspensky e formou-se no Conservatório Tchaikovsky, em Moscou. Lançou o álbum de piano solo Estrela da Manhã (CDA, 2006), em que interpreta obras de Prokofiev, Rachmaninov, Medtner e Scriabin. Atuou como solista com orquestras como a Sinfônica de Campinas, a Orquestra de Câmara de Curitiba e a North State Symphony (EUA), além da Osesp, com a qual gravou dois discos. É professora da Academia de Música da Osesp. Em 2021, lançou três álbuns pelo selo Azul Music: Miniatures: The Music of Cécile ChaminadeBeethoven: Piano Sonatas No.3 in C Major, Op.2 & No. 16 in G Major, Op.31; e Mozart: Sonatas for Piano and Violin, Vol. I.

Os concertos da Floresta Villa-Lobos têm o apoio da Suzano, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. Realização: Fundação Osesp, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Ministério da Cultura e Governo Federal.

PROGRAMA

CONCERTO A PREÇO POPULAR: FLORESTA VILLA-LOBOS

ORQUESTRA SINFÔNICA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CORO DA OSESP
CORO ACADÊMICO DA OSESP
WAGNER POLISTCHUK regente
ERIKA MUNIZ soprano
OLGA KOPYLOVA piano
MARCELLO DANTAS concepção visual

SERVIÇO

16 de fevereiro, quinta-feira, às 19h30
17 de fevereiro, sexta-feira, às 19h30
Endereço: Sala São Paulo | Praça Júlio Prestes, 16
Taxa de ocupação limite: 1.484 lugares
Recomendação etária: 7 anos
Ingressos: R$ 30,00 (inteira)
Bilheteria (INTI): neste link
(11) 3777-9721, de segunda a sexta, das 12h às 18h.
Cartões de crédito: Visa, Mastercard, American Express e Diners.
Estacionamento: R$ 28,00 (noturno e sábado à tarde) e R$ 16,00 (sábado e domingo de manhã) | 600 vagas; 20 para portadores de necessidades especiais; 33 para idosos.

Imagem: Divulgação

Mais em: Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo – Osesp e Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo

Mais Acessadas

To Top